Anúncios

As famílias brasileiras que ainda moram de aluguel ou de favor e sonham com a casa própria devem acompanhar todas as novidades sobre o novo programa habitacional que, a partir de 2021, substituirá o antigo Minha Casa Minha Vida.

Esse novo programa foca nas famílias de baixa renda, oferecendo condições ainda mais especiais para aquelas que moram nas regiões do Norte e Nordeste.

Apesar do propósito do programa se manter o mesmo, ele traz várias mudanças para possibilitar e democratizar o acesso a linhas de financiamento mais acessíveis àqueles mais pobres. O programa começará a valer somente no ano que vem, mas já é possível apurar as informações e ir se preparando.

A seguir, veja como será possível solicitar o financiamento no programa. Confira!

Casa Verde e Amarela

O novo programa habitacional do governo federal, nomeado como Casa Verde e Amarela, é para todas as pessoas de baixa renda que desejam realizar o sonho da casa própria aproveitando melhores condições de pagamento e financiamento. O público-alvo do Casa Verde e Amarela são as famílias de baixa e média renda, oferecendo-lhes a possibilidade de financiar a casa própria, reformar ou ampliar a moradia que já possuem e regularizarem a sua situação, se for o caso.

Ele vem como um programa mais completo, humanizado e com pensamento na população mais pobre. Um grande diferencial é o olhar mais empático para as regiões Norte e Nordeste do país que, muitas vezes, vivem uma desigualdade social em comparação com o restante do país e, se fossem submetidos às mesmas condições, não teriam as mesmas oportunidades.

Por isso, o Norte e Nordeste podem contar agora com condições ainda mais especiais que beneficiam diretamente a população mais pobre.

Mudanças do novo programa

O novo programa traz algumas mudanças significativas que têm o objetivo principal de evitar fraudes e permitir que somente os mais necessitados sejam atendidos em todas as suas frentes. A principal mudança que reflete esse novo posicionamento do programa habitacional é em relação à renda máxima para participar: passou de R$9 mil para R$7 mil, mas as melhores condições são somente para o grupo 1.

Os moradores das regiões Norte e Nordeste vão poder contar com um maior investimento do governo federal que irá possibilitar a realização do financiamento com condições especiais. Há também juros menores para todas as categorias. A expectativa do governo é que, com essas novas regras, até 2024 seja possível financiar mais de 1,5 milhão de imóveis.

Mas o Casa Verde e Amarela não conta somente o financiamento, ele chega trazendo ainda mais novidades. O público também contará agora com a reforma e ampliação de imóveis, voltada para aqueles que já possuem um imóvel e desejam melhorar sua infraestrutura, garantir mais conforto e mais espaço para sua família. Há, ainda, a regularização fundiária que consiste em regularizar a situação de imóveis que estão sem a devida papelada e mesmo assim foram entregues. Dessa forma, as famílias poderão, de fato, se tornar proprietárias dos imóveis.

Grupos de Renda Casa Verde e Amarela

Os grupos de renda do novo Casa Verde e Amarela era chamado de faixas de renda no programa antigo. Eram 4 faixas de renda, agora são apenas 3 grupos com taxas de juros que variam igualmente. Os grupos de renda são os seguintes:

– Grupo 1: famílias com renda de até R$2 mil (até R$2,6 mil para famílias das regiões Norte e Nordeste);

– Grupo 2: famílias com renda entre R$2 mil e R$4 mil;

– Grupo 3: famílias com renda entre R$4 mil e R$7 mil.

Somente o grupo 1 terá acesso a todos os serviços do Casa Verde e Amarela: linha de financiamento, reformas/ampliação e regularização fiduciária. Os demais grupos de renda poderão ter acesso a financiamento e reforma ou somente a financiamento (grupo 3). Para conferir direito todas essas especificações, é necessário aguardar mais novidades sobre o programa serem anunciadas pelo governo federal.

Solicitar financiamento no Casa Verde e Amarela

Para solicitar o financiamento no Casa Verde e Amarela é preciso aguardar, pois ele só começará a valer no ano que vem e algumas novidades ainda devem ser anunciadas. Entretanto, tudo indica que o processo de solicitação do financiamento continuará o mesmo que era realizado com o antigo programa: o interessado tinha que entrar em contato com uma corretora, com a Caixa ou com a prefeitura.

As famílias que se enquadram no grupo 1, devem entrar em contato com a prefeitura. É esse órgão, em conjunto com a Caixa Econômica, que organiza todos os processos de casas populares e seleciona as famílias mais necessitadas. Basta se cadastrar e aguardar até que os novos empreendimentos comecem a ser construídos.

As famílias que se enquadram nos demais grupos de renda, devem buscar entrar em contato com a Caixa Econômica ou com uma corretora de imóveis para conferir todas as possibilidades. Em todos os casos, o contrato é formalizado pela Caixa, por onde todos os boletos também são pagos.

Casa Verde e Amarela

O Casa Verde e Amarela foi anunciado no início de setembro e desde então tem gerado muitas conversas, afinal nem tudo foi esclarecido, mas a população deve aguardar para que os detalhes sejam revelados até o início do ano. Muita gente também está achando que o programa vai acabar, mas na verdade o que mudou foi o seu nome e algumas regras, mas a iniciativa habitacional continua existindo e agora será exercida por meio do Casa Verde e Amarela.

Aqueles que têm interesse em participar já podem conferir em qual grupo de renda se encaixam, reunir a documentação necessária e aguardar o programa começar a valer de verdade para entrarem em contato com o determinado órgão responsável. Com o Casa Verde e Amarela, o principal objetivo é democratizar as linhas de financiamento para as famílias mais pobres e necessitadas.

Tudo indica que com esse programa reformulado, os empreendimentos terão uma infraestrutura melhor e estarão localizados mais próximos dos centros urbanos, podendo facilitar o acesso a empregos.

Conteúdo Relacionado

Principais características do novo programa Minha Casa, Minha Vida

Descubra as mudanças e aprimoramentos implementados, como novas faixas de renda, facilidades no financiamento, subsídios e benefícios, além de soluções habitacionais mais adequadas.

Minha Casa Minha Vida, Simule sua casa própria através do Simulador Habitacional

O simulador habitacional é uma ferramenta que vai simular diferentes cenários e obter informações precisas sobre as condições de financiamento.

Feirão Casa Própria Caixa é 100% online; Como Participar

Descubra como participar do Feirão Casa Própria da Caixa Econômica Federal, que agora é 100% online.